• Photobucket

Home / Archive by Category "Tendências"

Archives

Mistério no Largo da Portagem

O mistério anda no ar. A Preguiça foi com uns amigos ao Coimbra Secrets tentar a sua sorte e resolver o enigma proposto. Em sessenta minutos, que mais pareceram dez, procurámos pistas, desvendámos códigos, abrimos fechaduras e deixámos tudo em pantanas. Valeu a pena, porque este jogo é uma experiência aliciante. Mas não é fácil. Ficámos a poucos centímetros da saída. «António Marques de 23 anos, estudante de Medicina na Universidade de Coimbra, foi encontrado morto pelas 23h50 do dia 04 de Abril de 1970 pelo seu colega de casa José Alfredo. Após investigação criminal, confirmou-se que António morreu nesse mesmo dia pelas 21h30. O seu colega José, mecânico, foi acusado de homicídio qualificado pela morte de António e condenado a pena de prisão. Reclama…

Vai uma charada?

  A Preguiça foi ao Puzzle Room Coimbra e vibrou com a experiência. Com muita curiosidade e vontade de enfrentar o desconhecido, lá fomos à casa nº 22, da rua Bartolomeu Dias, no Bairro Norton de Matos. João Alves, o mentor, abriu-nos a porta e só depois do jogo terminar nos explicou o que o levou a trazer para Coimbra esta forma tão bem conseguida de fugir à rotina quotidiana. Aceitámos o desafio, juntámos cinco amigos e fomos tentar desvendar o mistério. O Puzzle Room só pode ser jogado com grupos de duas a cinco pessoas, que é quantidade ideal para maximizar a experiência. Íamos completamente virgens no que respeita a ter experiência e conhecimento em qualquer escape game, o conceito base proveniente dos jogos…

Parabéns à Universidade

Este ano a Universidade de Coimbra (UC) está em festa. Para além da já habitual Semana Cultural, que este ano vai na sua 17ª edição e acontece entre 1 de Março e 1 de Maio, são celebrados os 725 anos desta instituição de ensino superior. Sob o mote “UC 725 anos: Tempo de Encontro(s)”, realizam-se ao longo de todo o ano mais de 170 eventos em diversas áreas. A Preguiça juntou-se à celebração e com direito a uma visita privilegiada por um dos locais mais emblemáticos da Universidade, foi ao encontro da vice-reitora para a Comunicação e Cultura, Clara Almeida Santos. Começamos pelos factos. Foi no dia 1 de Março de 1290 que D. Dinis assinou o documento que instituía a Universidade portuguesa, o Scientiae…

Oito anos de sushi

O restaurante Japonês comemorou no passado mês de Dezembro oito anos de vida. A Preguiça não quis deixar de marcar a data e foi lá jantar. Comemos tempura, sushi e sashimi e não podíamos ter ficado com o paladar e a barriga mais satisfeitos. Para quem ainda não provou e acha que não vai gostar, podemos garantir que o receio é mera ilusão. Sara Sá e Norberto Eloy são os proprietários do Japonês. Foi Sara quem nos recebeu e que, ao longo de um intenso processo de degustação, nos foi contando como o caminho tem sido trilhado. “Quando abrimos, não havia em Coimbra nenhum restaurante com o conceito que temos. Do nosso ponto de vista, os restaurantes não se preocupavam muito com o bem-estar. Ou…

Ólifante Shop: lembrar Coimbra

  João Neto e Graça Carvalho sempre foram consumidores de merchandising. Durante a conversa, vêm à tona a máscara de quartzo, típica, que compraram no México, e a t-shirt que ele trouxe de Paris, com tudo o que caracterizava a cidade, de forma animada. Cá, viam “merchandising muito repetido”. Aperceberam-se de que não tinham nenhum íman para frigorífico relativo a Coimbra. Em maio, abriram a Ólifante Shop, nas Escadas de Quebra Costas, que tem isso e muito mais. T-shirts, camisolas, aventais, babetes, bonés, carteiras, canetas, lápis e puzzles preenchem a loja. O que marca a diferença é a originalidade dos desenhos, alusivos à História e às vivências da cidade, explicam. Além de que as peças têm utilidade. Ao contrário da máscara mexicana, que, reconhecem, “é…

Missão: Antártida

Em Setembro passado foi lançado o novo Atlas Biogeográfico do Oceano Antártico, pelo Scientific Committee on Antartic Research. Este trabalho é fruto da cooperação de 147 cientistas, de 91 países e 22 instituições. Entre eles está um português, o investigador do Instituto do Mar (IMAR) da Universidade de Coimbra, José Xavier. A Preguiça ficou em pulgas para saber mais sobre este Atlas e esteve com o investigador, numa conversa tão fascinante que só apetece acompanhá-lo na próxima expedição. A trabalhar há vários anos na Universidade de Coimbra, no IMAR, José Xavier, biólogo marinho, professor e investigador, divide o seu tempo em duas metades: uma cá e outra no British Antartic Survey, em Cambridge. De uma forma geral, todo o trabalho que executa está relacionado com…

1 2 3 14