• Photobucket

Home / Archive by Category "Cinema" (Page 3)

Archives

A Segunda Vida de Camille

Esta semana escolhemos falar sobre uma comédia dramática francesa. “A Segunda Vida de Camille” (“Camille Redouble” no original), realizado por Noémie Lvovsky, também actriz que encarna a personagem principal, estreou entre nós na 14ª Festa do Cinema Francês e desde o final de Novembro que está presente em diversas outras salas de cinema. Obteve 13 nomeações para os Césares 2013, nomeadamente de melhor filme, melhor realizador e melhor actriz. Este filme possui um tom daqueles a que o cinema francês já nos habituou ao longo do tempo. Dividido entre a comédia e o drama, desperta em nós a mais sincera das gargalhadas, como o mais discreto lacrimejar. No início da narrativa, somos apresentados a Camille Redouble (interpretada por Noémie Lvovsky), uma mulher de 40 anos,…

Um Quarteto Único

“Um Quarteto Único”, “A Late Quartet” no original, é o primeiro filme de ficção realizado pelo israelo-americano Yaron Zilberman. O título em português é, como tantos outros exemplos, uma tradução mal conseguida. Contudo, nada que assombre a sua qualidade. As várias estrelas que possamos dar a este filme vão, sem grande ponderação, para o desempenho dos actores. Tal não podia deixar de ser, visto que este elenco é de luxo. Três topos de gama: Philip Seymour Hoffman, Christopher Walken e Catherine Keener abrilhantam esta história, bem como dois nomes menos conhecidos entre nós, embora também com uma interpretação feroz, Mark Ivanir e Imogen Poots. Passada na cidade de Nova Iorque, a narrativa centra-se num quarteto de músicos de cordas que está junto há 25 anos…

Hannah Arendt

“Hannah Arendt” é um filme realizado por Margarethe von Trotta, que nos fala, tal como o título indica, sobre a filósofa política alemã, umas das mais influentes do século XX. No entanto, não se trata de um filme biográfico e sim baseado num contexto específico da sua vida e carreira. Apesar de ser difícil transpor para o cinema debates filosóficos ou em torno de questões sensíveis, a realizadora consegue introduzir-nos dentro do pensamento de Hannah Arendt e dar-nos umas luzes sobre como ele se processava. O filme desenrola-se entre os anos 1961 e 1964, altura em que Hannah Arendt (de origem judaica) foi convidada pelo jornal The New Yorker a escrever um artigo sobre o julgamento do ex-tenente coronel das SS, Adolf Eichmann, em Israel….

Gravidade

Todos nós, habitantes do planeta Terra, já nos questionámos sobre como será estar no Espaço. Todos nós já olhámos para o céu e através da imaginação tentámos construir uma imagem de como o nosso planeta se vê do lado de fora. Com o filme “Gravidade” (“Gravity”) essa tarefa torna-se bem mais fácil. Realizado por Alfonso Cuarón (“E a tua mãe também”, 2001; “Os filhos do Homem”, 2006), este filme proporciona o embarque numa viagem espacial digna de ser feita. Por vezes claustrofóbico, mas sempre surpreendente e emocionante, “Gravidade” consegue prender os espectadores na cadeira do início ao fim. E se sentimos falta de alguma coisa, é sem dúvida de um cinto de segurança, objecto que acaba também por ganhar nova dimensão utilitária. Começando com uma…

Desligados

O filme que escolhemos esta semana chama-se “Desligados” (“Disconnect”) e acabou de estrear nas salas de cinema portuguesas. Realizado por Henry Alex Rubin (a sua estreia na ficção) este filme fala sobre as novas tecnologias e todo o universo em seu redor. O tema não é novo, muitos outros filmes nos têm falado sobre os perigos existentes na má utilização da internet. No entanto, a novidade aqui reside na forma e na estrutura sobre as quais assenta a história. Na verdade, são quatro as histórias contadas e todas com um centro nevrálgico comum: pessoas em busca de relações humanas num mundo em que cada vez mais as pessoas se relacionam virtualmente. Um casal em crise por ter perdido o seu filho e que vê todo…

O Sentido do Amor

“O Sentido do Amor” (“Perfect Sense”) é um filme de 2011 mas que só agora estreou nas salas de cinema portuguesas. Realizado por David Mackenzie (“Young Adam”, 2003; “You Instead”, 2011) este é um filme que nos desperta literalmente todos os sentidos. Se queremos ver um filme criativo e diferente, “O Sentido do Amor” é uma escolha certa. Proporciona-nos um exercício desafiante e repleto de significado, embora possamos dar por isso só quando termina. É um filme que, tal como o nome indica, fala de amor, mas não de uma forma lamechas ou vulgar. Fala sobre aquilo de que os humanos são feitos, sobre os cinco sentidos que nos permitem percepcionar a vida. O modo como David Mackenzie nos serve esta experiência é através de…

1 2 3 4 5 7