• Photobucket

Home / Artes / NADA Skate Co.

NADA Skate Co.

BPI_2507O nome é bastante enganador em relação ao que este grupo de amigos e praticantes de skate tem realizado desde a sua criação em Outubro de 2014. A NADA Skate Co. é, mais do que um nome ou simples trocadilho, um movimento que pretendem consolidar na cidade não só em torno do skate mas também numa perspectiva mais alargada combinando o desporto com a intervenção social e a divulgação cultural a nivel local/global. Mais do que a mera soma das partes, a NADA e os seus membros querem desenvolver o skate nas suas diferentes vertentes e através do skate chegar a novos públicos e a mais pessoas, sempre em movimento e em constante mudança.

Alicerçada na pré-existente estrutura indoor criada em 2013 pela escola de skate Equilíbrio, o espaço que foi em tempos uma fábrica de pirolitos conta com uma mini-rampa clássica com 8m x 6m e uma fun-box desmontável (em conclusão) para extensão da mini-rampa ou utilização em modo street. A mini-rampa foi especialmente desenhada para permitir a aprendizagem a quem nunca experimentou a vertigem e o magnetismo das transições opostas bem como a evolução aos mais experientes em diferentes manobras e abordagens a um formato do skate mais vertical. Apresenta também uma secção amovível com 6m x 3m que pode facilmente ser transportada e/ou alugada para utilização em eventos indoor/outdoor, consoante as oportunidades.

Associado à infraestrutura-base, as duas salas adjacentes e o quintal com vista para o Casal dos Vagares têm permitido realizar um conjunto de actividades cuja regularidade os responsáveis pretendem manter e, se possível, reforçar. Campeonatos de skate, sessões de cinema (sobre skate e outros temas mais abrangentes dentro da cena cultural menos mainstream), convívios mensais com sessões gratuitas para divulgação da mini-rampa, música ao vivo e gastronomia variada, exposições de artistas da cidade, são algumas das iniciativas da NADA Skate Co. que todos os interessados em fazer parte desta nova movida podem ali experimentar. O próximo convívio é já no próximo Sábado (21), às 15:30, depois não digam que não sabiam ou que não houve nada para fazer.

sales

Este conjunto de esforços e actividades são totalmente auto-sustentadas pelos seus membros, Gustavo Martins, José Manuel Silva, Miguel Carvalho, Miguel Padilha e Paul Hardman, este último um designer britânico a viver em Coimbra há vários anos e que descobriu não só a identidade gráfica do colectivo mas também um grupo de amigos que personificam a capacidade universal do skate em unir os seus praticantes e de contribuir de uma forma muito positiva para as suas vidas. Mais ainda, salienta a importância deste esforço dos mais velhos em melhorar a experiência do skate local como um bom exemplo motivacional para os novos skaters.

Se o espaço da velha fábrica de pirolitos foi o começo e marca o presente, o futuro passa por uma tentativa de aproximação ao parque da cidade e ao skatepark do Parque Verde, não só pelo ambiente mas também pela proximidade dos muitos skaters que em dias de sol ali se deslocam para praticar. Com um público fiel dividido entre locais e estudantes ERASMUS, um pouco de todas as idades e géneros, a NADA Skate Co. pretende alargar ao máximo o número de praticantes e ajudar a desenvolver esta vertente mais vertical da modalidade, que é não só bastante técnica e desafiante, mas também permite praticar nos dias de frio e chuva.

Situado na Rua Casal dos Vagares (Coimbra) e aberto todos os dias da semana entre as 17:00 e as 20:30, aos Sábados entre as 15:00 e as 20:30, as sessões de uma hora são momentos cheios de adrenalina e bom ambiente para skaters de todos os níveis. Para o confirmar fica aqui um vídeo com a participação dos embaixadores João Sales e Miguel Carvalho ao som dos também “nossos” d3o. Força NADA, Skate or Die.

 

Texto e fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 19 de Março de 2015)