• Photobucket

Home / Uncategorized / Amadeu Carvalho Homem

Amadeu Carvalho Homem

 

largoAmadeu Carvalho Homem, historiador e professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, foi ter com a Preguiça ao Largo da Portagem. Também podíamos tê-lo encontrado no Parque Verde do Mondego, o seu local de eleição, na cidade. (No Arnado é que não.) Dedica-se a investigar sobre a História da imagem satírica contemporânea e a preparar aulas, mas não só: “Para esquecer as malfeitorias várias que se abateram sobre a sociedade portuguesa, faço versos”.

Gosto de Coimbra porque
Ainda consegue ser uma Cidade à medida das minhas pernas, ou seja, porque ainda é possível percorrê-la a pé.

Figura mais emblemática da cidade:
O
Rei Fundador, D. Afonso Henriques (resposta de um Republicano…).

Em Coimbra, irrita-me…
A chamada “praxe académica”, tal como actualmente se pratica. Boçal, totalitária, sem uma centelha de humor, numa palavra, fundamentalmente imbecil.

Sítio preferido:
O Parque Verde do Mondego.

Melhor esplanada:
As esplanadas do Parque Verde do Mondego.

Melhor sítio para comer:
Vários, mas todos “tascas” (se estavam à espera que mencionasse o Restaurante do Hotel da Quinta das Lágrimas estão bem livres disso…). O “Espanhol” “tem pinta” e o serviço é atencioso.

Melhor sítio para beber copos:
A esplanada exterior do “Cantinho dos Reis”, no Verão, com uma brisa discreta a correr.

O que faz no dia do cortejo da Queima das Fitas?
Se posso, “pisgo-me” para Lisboa.

Onde costuma estacionar quando vai à Baixa? Dá moeda ao arrumador?
Dado o assalto à mão armada do actual governo aos meus rendimentos profissionais, vou quase sempre de transporte colectivo. Quando vou de automóvel, dou sempre moeda ao arrumador, para atrasar a Revolução (esta é para irritar os meus Amigos comunistas).

Onde é que não leva um amigo de visita à cidade?
Ao Largo (???) do Arnado. Uma vergonha!!!

Se pudesse demolir alguma coisa em Coimbra, o que seria?
A Torre do Arnado. Seria verdadeiro “serviço público”.

Um espaço desaproveitado:
Toda a zona marginal, depois da Estação Nova.

Melhor concerto que viu:
O do grupo Madredeus (estou inesperadamente religioso, hoje).

Último museu que visitou:
Sinceramente, não me recordo. Talvez o Museu Académico.

Para relaxar/estar sozinho…
Ouço o meu Mozart e os meus fadunchos (não digo quais).

Para me informar sobre o que acontece em Coimbra…
Internet, internet, sempre internet.

Estou a responder a este inquérito…
Em casa. “Enquanto faço o quê”? Enquanto respondo ao inquérito, ora essa!

Questionário de Carina Fonseca

(Publicado a 02 de Junho de 2014)