• Photobucket

Home / Tendências / A loja que é um conceito

A loja que é um conceito

  BPI_6649Na Avenida Sá da Bandeira há uma loja que chama a atenção. Com uma bicicleta dourada à porta, é quase impossível não querer entrar e acalmar a curiosidade. Trata-se da Coimbra Concept Store, uma loja feita de várias lojas que se vão dispersando ao longo dos dois andares e que está aberta ao público há sete meses. A Preguiça foi espreitar e esteve à conversa com as proprietárias e gerentes Ana Sofia e Sandra Pimenta.

Estas duas irmãs tinham há algum tempo o desejo de abrir um espaço como este. “Esta vontade surgiu porque fomos conhecendo outras lojas, noutros países ou mesmo em Lisboa e no Porto. Gostávamos de abrir algo do género”, explicam satisfeitas. Encontrar o local ideal para esta concretização foi o passo que se seguiu à vontade. “A premissa fundamental era encontrar uma casa antiga. Começámos então por procurar uma casa, o que não foi fácil. Após a encontrarmos foi muito rápido, fomos desenhando o projecto que consistia em encontrar parceiros que quisessem estar neste espaço”.

BPI_6618

Entre a data em que encontraram a casa e a abertura da loja (6 de Setembro passado) passaram dois meses. Espontaneidade é a palavra que Ana e Sandra consideram ser a mais adequada para descrever o desenrolar dos acontecimentos. “Tudo foi surgindo naturalmente, não foi preciso esforço para encontrarmos parceiros”.

Cada sala da Concept Store é uma loja diferente e de proprietários diferentes, à excepção de três lojas que são propriedade das irmãs. Com uma vasta abrangência de produtos, quase todos portugueses, a preocupação principal é oferecer qualidade, a um preço que não seja excessivamente caro. “Obviamente que temos coisas para todos os preços, mas não exagerados, porque hoje em dia as pessoas não podem e esse não é o nosso objectivo”, explicam.

Como já se percebeu, é grande a variedade que podemos aqui encontrar. Artigos de decoração, roupa e acessórios (para adultos e crianças), decoração de festas, merchandising da cidade, uma papelaria e uma loja de produtos gourmet. Tudo isto apresentado ao público de uma forma harmoniosa em que o cuidado e atenção aos pormenores são uma constante. “Como Coimbra é uma cidade difícil a nível do comércio, onde vemos muitas lojas boas a fecharem e outras menos boas a continuar, temos muito cuidado nos pormenores e na decoração de modo a que as pessoas se sintam bem. A casa tem muitos espaços e recantos, há que aproveitá-los o melhor possível”. Nesse sentido, até uma das paredes é reservada a uma parceria que têm com a Mercearia de Arte, onde se vão apresentando trabalhos de vários artistas.

BPI_6610

Em tempos de crise, Ana e Sandra estão satisfeitas com o percurso deste seu investimento. “Quando abrimos a loja, sabíamos que a conjuntura não era a melhor, mas era a possível. A altura foi a que nos surgiu, nem mais nem menos. Encontrámos o espaço e tínhamos disponibilidade”. O diferente público que todos os dias aparece pela Concept Store comprova que vale a pena correr os riscos. “As pessoas gostam muito de aqui entrar e sentem-se aqui bem. Independentemente de comprarem ou não, acham piada ao conceito e ficam contentes por existir em Coimbra uma loja assim. Muitos turistas também por aqui passam”.

Muitas novidades são esperadas nesta nova estação que se aproxima, garantem as proprietárias. Basta então passar por lá e entrar, quem sabe beber um café e bater dois dedos de conversa. “Gostamos de conversar com os clientes, mas também respeitamos os que querem estar sozinhos”.

Texto de Carina Correia
Fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 24 de Março de 2014)