• Photobucket

Home / Tendências / LavaMais

LavaMais

BPI_5007Lavar e secar a roupa, sobretudo em tempo de chuva, pode deixar de ser um drama. Quem o diz é Adelino Gomes, que acaba de abrir uma lavandaria self-service, no Arnado, em Coimbra: a LavaMais. “Aqui, numa hora, as pessoas podem lavar e secar a roupa. Sai quente e a maioria nem precisa de ser engomada, basta dobrar. Há uma poupança de tempo extraordinária”.

O espaço, situado no número 22 da Rua Mário Pais, funciona das 8.00 às 22 horas. Dispõe de máquinas de lavagem com capacidade para 8, 13 e 16 quilos, e de máquinas de secagem com capacidade para 16 quilos, com instruções em quatro línguas e preços que oscilam entre 1,7 e 8,5 euros.

A localização não foi deixada ao acaso, explica o proprietário: “É uma zona, claramente, de serviços, onde também vive gente, alguns estudantes, há pequenos hotéis usados pelos trabalhadores que estão de passagem. E já existem três lavandarias deste género noutros pontos da cidade”.

Ainda em fase de instalação (abriu a 24 de Janeiro), a loja é utilizada por pessoas de todas as idades, e muitas já lhe deram os parabéns “por ter ajudado a revitalizar a rua”.

“Quem vive no Arnado há muitos anos, já o viu com glória comercial – havia uma praça fabulosa, no lugar do edifício. Quando arrendei este espaço, nesta rua havia quatro lojas livres. Hoje, felizmente, estão todas ocupadas”, conta Adelino, que chegou a Coimbra, vindo de Mangualde, para estudar, e por cá ficou.

Lavar roupa enquanto passeia

A empresa para a qual Adelino Gomes trabalha, na área das telecomunicações, é detentora da marca LavaMais, que tem lojas noutras zonas do país. E a experiência diz-lhe que “há pessoas que, mesmo tendo máquinas em casa, vão preferir vir aqui lavar e secar”.

BPI_5010

Até porque, entretanto, podem sair e fazer outras coisas. “A máquina só permite abrir a porta quando a lavagem acaba, e diz o tempo que vai demorar. As pessoas podem ir passear, é impossível alguém estranho abri-la sem o programa terminar”, garante.

Se preferir aguardar ali – o espaço dispõe de mesas e wi fi gratuito -, talvez assista a algum episódio curioso. Como o protagonizado por um turista, certa vez, na LavaMais da Avenida Almirante Reis, em Lisboa. “Ficou de shorts, sentado na cadeira, ligado à internet, com a bicicleta e o cão ao lado, à espera que a roupa se lavasse”, recorda Adelino, com um sorriso.

Na mesma loja – a primeira da marca -, também já foi gravado um teledisco.

Texto de Carina Fonseca
Fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 20 de Fevereiro de 2014)