• Photobucket

Home / Tendências / Um doce de blogue

Um doce de blogue

BPI_4295A quantidade de doces que ingere é tal, que chegaram a dizer-lhe: “Qualquer dia, tens diabetes”. Mafalda Agante, autora do blogue “Há alguém mais gulosa do que eu?”, que serve de montra à melhor doçaria portuguesa, fez análises e descobriu que até tem falta de açúcar no sangue.

Ninguém diria, a avaliar pela sua figura esbelta, mas não passa um dia sem que Mafalda consuma doces. Senta-se connosco à mesa de um café, em Coimbra, a sua cidade natal, pede um chá de frutos vermelhos e conta que acabou de comer três bolos, na sessão fotográfica que fez para a Preguiça. “Quando chegar a casa, vou comer mais”.

As suas experiências na área da doçaria vão sendo registadas no blogue, a fazer crescer água na boca desde 1 de dezembro. Há fotos, menção a preços e algumas receitas – ou não tivesse começado a fazer bolos, com recheios e coberturas, ainda em criança e por mote próprio. Não conhece dietas nem ginásios e escolhe os restaurantes pelas sobremesas. “Quando eu era pequena, era massacrada. Chamavam-me Olívia Palito, detestava ser magra”, recorda.

Mostrar a doçaria portuguesa

“Há alguém mais gulosa do que eu?” tem como missão mostrar as maravilhas da doçaria portuguesa, reconhecida como “uma das melhores do mundo”, lembra Mafalda Agante, que só não é fã de passas e de algumas frutas cristalizadas. “Já provei a doçaria de vários países e nenhuma me agarrou tanto como a nossa doçaria conventual”.

BPI_4290

“Tudo o que tenha ovos moles e doce de ovo é a minha perdição”, conta a autora do blogue, onde não faltam referências a doces conventuais. Dos pastéis de Tentúgal às brisas da Figueira da Foz, cuja receita foi recuperada, passando pelas clarissinhas, uma novidade a saborear na Quinta das Lágrimas, em Coimbra. Trata-se de uma criação do Chef Albano Lourenço, com ingredientes encontrados em escavações arqueológicas realizadas no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

E ao quarto pastel de nata…

A ideia de criar o blogue nasceu uma masterclass de personal branding, não em contexto de trabalho, mas na pausa para café, estava Mafalda a comer o seu quarto pastel de nata. A surpresa dos autores da masterclass foi grande e ela contou que na sua página de Facebook tinha uma secção designada “Espelho meu, espelho meu, há alguém mais gulosa do que eu?”. “Aí tens a tua marca pessoal”, responderam-lhe.

Licenciada em Jornalismo pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Mafalda, de 30 anos, trabalha como repórter de televisão em regime freelance. Faz entrevistas semanais no âmbito do movimento “O maior sorriso do mundo”, da Associação Sorrir, que podem ser vistas no Sapo Mulher, é consultora da Torre Arnado, em Coimbra, e dream maker na Associação Terra dos Sonhos. Já passou pela TVI, pela TV Globo e pelo Canal V.

Não descarta a hipótese de vir a ter uma loja. De doces, claro.

Texto de Carina Fonseca
Fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 13 de Fevereiro de 2014)