• Photobucket

Home / Cinema / Lovelace

Lovelace

Lovelace-29

A semana passada estreou em algumas salas de cinema “Lovelace”, um filme sobre Linda Lovelace (Linda Susan Boreman, o seu verdadeiro nome), a actriz de “Garganta funda” (“Deep Throat”, 1972), um dos filmes que mais sucesso teve na história do cinema pornográfico. Realizado por Rob Epstein e Jeffrey Friedman, esta é alguma da biografia que a própria Linda deixou retratada no livro “Ordeal”.

No início dos anos 70, a inocente e bela Linda Susan Boreman (interpretada por Amanda Seyfried), transforma-se num ícone da indústria pornográfica. Começando por introduzir Linda no seio da sua família problemática, uma mãe conservadora e controladora (interpretada por Sharon Stone, quase irreconhecível) e um pai distante (interpretado por Robert Patrick), a narrativa desenvolve-se em duas trajectórias.

Uma primeira que fala do caminho percorrido como actriz, a partir do momento em que conhece o seu marido Chuck Tyron (interpretado por Peter Sarsgaard) e que foi o motor de arranque para a entrada de Linda na pornografia. Um segunda que revela o drama de todo o percurso, nomeadamente os abusos sexuais sofridos por parte do próprio Chuck.

Passando por uma abordagem do deslumbramento que a jovem experimenta através da fama, das festas, dos fãs, das oportunidades, do sonho tornado realidade, o filme direcciona-se igualmente para o calvário que Linda afinal viveu no casamento, tendo sido explorada e humilhada das mais diversas formas pelo marido. Tudo isto recorrendo a saltos temporais que vão ganhando sentido.

Apesar de uma das grandes críticas a este filme ter sido o facto de deixar muita da história contada pela própria Linda de lado, continua a ser uma obra de relevância e ganha precisamente por ter resistido à tentação de levar uma autobiografia à exaustão.

Tal como outros filmes o fizeram, Lovelace é irrepreensível no retrato da época, do ambiente que se vivia e desta indústria em específico. Cenários, música, figurinos, tudo encaixa na perfeição.

Lovelace é uma visão sensível da história nem sempre fácil de Linda Susan Boreman, que acabou por se tornar num símbolo da desmistificação da sexualidade e da emancipação feminina.

Título: Lovelace
Realizador: Rob Epstein e Jeffrey Friedman
Actores: Amanda Seyfried, Peter Sarsgaard, James Franco, Sharon Stone
Ano: 2013

Texto de Carina Correia

(Publicado a 16 de Janeiro de 2014)