• Photobucket

Home / Tendências / Sapatos com (t)elas

Sapatos com (t)elas

  BPI_4389

Um grupo de amigas de Coimbra decidiu criar uma marca de sapatos com “máxima qualidade, conforto e design”, incorporando neles um elemento diferenciador: tela. A primeira colecção, inspirada nos sete pecados mortais, foi lançada em Junho. Eram cerca de 150 pares de calçado para mulher. Desapareceram em três semanas. E ainda houve quem não levasse a sério as SPAI – Sempre Prontas a Inventar.

Não foi o caso de Sérgio Ribeiro, que tem uma fábrica de calçado em Guimarães (a Alriel) e é familiar de uma das amigas, Ana Sofia Freitas. “Ele é que nos incentivou”, conta Cláudia Peres Almeida. O arranque foi marcado por alguns problemas. “Fomos várias vezes enganadas. Do lado de lá, nem sempre cumpriram prazos. Houve muitos atrasos nas datas de entrega”, completa Isabel Santos. Mas prometem não ficar por aqui.

Nova colecção a caminho

A colecção Outono/Inverno deverá estar disponível no final deste mês ou no início do próximo. Traz novidades, como a introdução de dois modelos masculinos, bem como de saltos mais baixos. Outra ideia é “ter complementos que modifiquem o mesmo sapato, para o rentabilizar”, explicam. Até porque estes são tempos duros e não querem deixar de fora quem perdeu poder de compra.

BPI_4401

Os preços de lançamento dos sapatos, do tamanho 35 ao 41, oscilaram entre 55 e 85 euros. Nesta colecção poderão subir, por se tratar de calçado de Inverno, que exige mais materiais. Mas sem ultrapassar os 170 euros. Também fazem questão de ter sempre um modelo mais acessível.

Por estes dias, as SPAI trabalham em redor de uma mesa de snooker, em casa de uma delas, na Palheira, perto de Coimbra. “As telas são cortadas aqui, por nós. Também já cortámos algumas peles e forros. Só não cosemos e montamos”, contam.

Àreas profissionais diferentes

Desde que a ideia de criar uma marca de calçado surgiu, há cerca de um ano, tudo é feito em conjunto por este grupo de amigas com idades entre 30 e 35 anos e realidades profissionais distintas, da arquitectura ao design, passando pela área comercial.

BPI_4453

Uma delas tinha acesso a telas de outdoors e decidiram que seria esse o elemento a juntar à pele e à madeira para ter calçado que, além de confortável, fosse distintitvo e arrojado. “A tela é que faz com que nenhum sapato seja igual a outro”, sublinham. Mesmo que o coordenado de cores seja o mesmo.

Enquanto o site está em construção e os sapatos não chegam às lojas, as SPAI aceitam encomendas através da sua página no facebook e do e-mail spai@spai.pt.

Texto de Carina Fonseca
Fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 5 de Setembro de 2013)