• Photobucket

Home / Tendências / Este pardal voa nas horas

Este pardal voa nas horas

BPI_9868 Se o BMX começou por inspirar os radicais das duas rodas a pedal, a sempre inesgotável insatisfação do homem levou-o a literalmente subir à montanha e pedalar até cá abaixo. Downhill chamaram-lhe, “monte-abaixo” traduzimos nós. Francisco Pardal é um dos melhores praticantes da modalidade no nosso país, e antes que seja campeão do mundo e arredores decidimos entrevistá-lo e ir com ele até um dos seus locais de eleição para praticar, a Serra da Lousã.

A caminho da Lousã, o termómetro do automóvel marca um grau negativo, e o nevoeiro ao longe não parece querer levantar antes do almoço. Mas como quem corre por gosto não descansa, o Francisco Pardal chega bem-disposto e entusiasmado com o tempo e com a reportagem. Seguimo-lo serra  da Lousã acima, até ao Terreiro das Bruxas, local escolhido para uma demonstração das capacidades deste Pardal verdadeiramente voador, só que em duas rodas.

BPI_9951

Francisco começou a pedalar aos 5 anos e desde então nunca mais pôs o pé no chão. Com uma ligeira indecisão sobre motorizar ou não o veículo (as motas são a sua outra paixão), dedicou-se à competição em 2009 e desde então conquistou muitos dos vários títulos nacionais em diversas ocasiões e competiu, em 2013,  em todas as etapas do circuito da Taça do Mundo de Downhill. A criação da sua própria equipa profissional e entrada no top 10 mundial são os dois principais objectivos deste jovem de 22 anos que sabe perfeitamente o que quer e o caminho a seguir.

Como tudo na vida, o trabalho e dedicação totais são a fórmula, e a facilidade e confiança com que trepa as paredes da montanha em que nos enfiámos para o fotografar são prova de que estamos perante um campeão que não se detém com qualquer obstáculo. A análise prévia da complexidade técnica dos saltos, a certeza e precisão com que escolhe o trajecto a tomar são factores sempre presentes em cada manobra, deixando pouco espaço para o azar no seu caminho. À medida que evoluiu os seus objectivos tornaram-se, como os saltos e como as pistas cada vez maiores, e a sua promissora carreira está ainda no início. Até aos 30-35 anos, há muita pedalada pela frente.

BPI_9825_Slider

Aos praticantes da modalidade, seja em competição ou em lazer, deixa uma mensagem simples e  bem-disposta: “Não desistam dos vossos sonhos, e divirtam-se!”. Quem quiser ver do que é capaz este Pardal voador e quem sabe aprender algo com a experiência, o campeão nacional estará este fim-de-semana (14 e 15 de Dezembro) na Serra da Lousã a organizar o “PARDAL OFF-ROAD Rookies Camp”, com o objectivo de acompanhar de forma personalizada um restrito grupo de jovens pilotos nacionais por forma a melhorar as suas capacidades técnicas na modalidade. As inscrições esgotaram há muito, mas o local é público e a assistência é permitida e bem-vinda. Se optarem por ir de bicicleta, quem sabe não se organiza uma corrida monte-abaixo até à Lousã no final do evento?

Texto e fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 12 de Dezembro de 2013)