• Photobucket

Home / Letras / UNIDADE DE MEDIDA: A PALAVRA

UNIDADE DE MEDIDA: A PALAVRA

 BPI_8526
Tem coisas para dizer e não sabe como? As palavras não lhe saem da boca ou das mãos como gostaria? Não faz mal. Basta recorrer à Costureira de Palavras
e o problema fica resolvido.

O verdadeiro prazer de Marta Ramos sempre foi escrever. Para além do seu passado como jornalista na revista Volta ao Mundo e de seguida no portal de viagens Lifecooler, sempre escreveu textos que lhe pediam para as mais diversas situações: “as pessoas sempre me pediram textos para os mais variados fins, desde ajuda em trabalhos da escola a convites de casamento”.

Aliando o seu talento em contar histórias alheias com o facto de “não sentir talento para mais nada”, Marta amadureceu durante algum tempo a ideia e finalmente decidiu criar o seu blog ‘Costureira de Palavras’, em que a escrita é feita à medida de cada um. “Diga-me o que tem em mente. Há uma escrita à medida de todas as ideias”, é um dos slogans que utiliza. E o nome ‘Costureira de Palavras’ surgiu precisamente dessa associação de, tal como uma costureira, fazer coisas à medida. Só que “em vez da máquina de costura, é a máquina de reescrever”.

Os serviços de costura são diversos: textos pessoais, textos para eventos, textos institucionais, textos para sites ou blogues, votos de casamento, discursos, ou qualquer outro tipo de escrita, não existe nenhuma restrição. Já escreveu coisas muito pessoais, desde cartas de amor até cartas de fins de relação. E como é que se consegue escrever algo tão pessoal? “Falo horas com as pessoas para as conhecer”.

O facto de também trabalhar em parceria com outros blogues e sites, trouxe e continua a trazer um enorme input a este projecto, admite a costureira.

No Natal passado, lançou aos seus leitores o desafio da troca de postais: “coloquei um post a dizer que quem quisesse receber um postal de Natal só teria, em troca, de escrever um também. E então, numa semana, 60 pessoas tinham aderido. E depois decidi enviar um postal para cada uma dessas 60 pessoas”. Esse foi o primeiro passo para o que agora é o seu projecto 365, “escrever uma carta ou postal por dia durante o ano de 2013”, algo que lhe “fez renascer o gosto e interesse pela escrita manual”.

BPI_8599

O correio, aquele clássico em que se utilizam os selos, é um dos meios privilegiados da costureira: “os senhores dos correios são meus amigos e os carteiros sobem aqui a casa para me entregarem a correspondência”.

Os projectos na mala da costureira são já vários e principalmente direccionados para crianças.

Tendo-se mudado para Coimbra em 2004, Marta não se imagina agora a fazer outra coisa. E faz muito bem. Pois se em menos de um ano o seu blog já teve mais de 40.000 visitas, o que virá a seguir só poderá ser alta-costura.

Texto de Carina Correia
Fotografia de Bruno Pires

(Publicado a 11 de Julho de 2013)